segunda-feira, 6 de março de 2017

Antônio Marcos, um jornalista apaixonado pela profissão

O jornalista Antônio Marcos dos Santos, que faleceu na noite deste sábado (4), e no próximo dia 11 completaria 42 anos de idade, era um apaixonado pela comunicação. Ele deixa boas lembranças e um jeito alegre de enxergar a vida de um modo diferente.
Antônio Marcos começou a se apaixonar pelo jornalismo em 1995, quando foi contratado para prestar serviços de datilografia na Assessoria de Comunicação (Ascom) da Prefeitura de Parauapebas, na gestão do então prefeito Chico das Cortinas.
Segundo revelação de colegas, naquela época ele começou a se aproximar da equipe de produção, teve a oportunidade de fazer reportagens e entrevistas e passou a pegar o jeito do trabalho na comunicação, oportunidade em que começou a receber treinamento para iniciar na profissão.
Daí para frente, Antônio Marcos tomou gosto pela coisa e começou a prestar serviços como repórter no jornal impresso semanal “Movimento Regional”, de propriedade do empresário gráfico Sérgio Balduino de Carvalho, atual vice-prefeito de Parauapebas.
Depois, ele passou uma boa temporada na TV Record, do empresário Welney Lopes de Carvalho, em Parauapebas, e numa emissora de TV de Palmas (TO), afiliada do SBT.
Retornando a Parauapebas, o repórter foi contratado pela Band, na época dirigida por Cláudio Feitosa, quando se consolidou na carreira de repórter de televisão.
No ano passado, ele fez parte da equipe do programa Barra Pesada, exibido pela RBATV (Band), e atualmente atuava no SBT, como repórter e diretor de jornalismo, e na Assessoria de Comunicação (Ascom) da Prefeitura de Parauapebas, coincidentemente, onde toda a sua história com o jornalismo começou.
A morte do repórter, que ainda não foi totalmente esclarecida, deixa bastante consternada toda a categoria de comunicadores, que tinham um grande apreço pelo colega.
Nos primeiros levantamentos, Antônio Marcos teria sido encontrado em um bar sentado numa cadeira com o pescoço inclinado, com batimento cardíaco fraco, e removido em ambulância do Corpo de Bombeiros para o Hospital Municipal de Parauapebas, onde foi constatado o óbito, segundo o laudo do IML, por traumatismo craniano e hemorragia epidural.
O corpo de Antônio Marcos foi velado na Câmara Municipal de Parauapebas, de onde saiu para sepultamento às 9h40 desta segunda-feira (6).
Investigação
Tão logo o corpo do jornalista foi enterrado, a presidente da Associação de Imprensa e Comunicação de Parauapebas (Aicop), Cleo Lopes, convocou integrantes da imprensa local para irem até a delegacia e pressionar as autoridades policiais para que tenham rigor nas investigações sobre a causa da morte, uma vez que existem várias informações desencontradas.
Uma testemunha teria afirmado que Antônio Marcos foi empurrado, e não que teria caído sozinho, como foi noticiado por várias pessoas, inclusive na própria imprensa, que teve acesso às informações repassadas pelo proprietário do estabelecimento onde o repórter acabou morrendo. (Waldyr Silva)

domingo, 5 de março de 2017

NOTA DE PESAR

A Associação de Imprensa e Comunicação de Parauapebas (Aicop) cumpre o doloroso dever de comunicar a morte do repórter Antônio Marcos dos Santos, 42 anos, que deu entrada no HMP já sem vida às 21h45 deste sábado (4), após sofrer um acidente. Antônio Marcos prestava serviço no SBT e na Assessoria de Comunicação (Ascom) da Prefeitura de Parauapebas.
O corpo do repórter será velado no auditório da Câmara Municipal de Parauapebas, a partir das 13 horas deste domingo, de onde sairá para sepultamento às 9h30 de segunda-feira (6).
Neste momento de dor pela perda repentina do associado Antônio Marcos, a Aicop decreta três dias de luto em suas atividades e se irmana à família enlutada.

sábado, 4 de março de 2017

TV por assinatura perde clientes

O número de clientes de TV por assinatura no Brasil caiu 1,91% entre janeiro do ano passado e o mesmo mês deste ano, com redução de 364,4 mil assinantes. De dezembro de 2016 para janeiro deste ano, houve queda de 105 mil clientes de TV paga no país.
Atualmente, o país tem 18,69 milhões de clientes de TV paga, segundo dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A tecnologia por satélite é a que tem o maior número de assinantes, com 10,6 milhões de clientes, seguida pela TV a cabo, com 7,7 milhões.
Nos últimos 12 meses, o Estado de Pernambuco liderou a redução percentual de assinantes de TV no país, com queda de 8,02%, seguido de Rondônia (-7,98%) e do Amapá (-7,58%). Lideraram o crescimento da TV paga no Brasil os estados do Piauí (7,47%), de Sergipe (4,26%) e do Maranhão (4,08%).
Segundo especialistas, uma das causas para a queda no número de assinantes de TV por assinatura é a crise econômica, que tem levado muitas famílias brasileiras a cancelar o serviço. (Fonte: Agência Brasil)

sexta-feira, 3 de março de 2017

Nota de pesar

A Academia Parauapebense de Letras (APL) cumpre o doloroso dever de informar o falecimento do escritor Adalberto Franklin Pereira de Castro, 54 anos, membro efetivo da Academia Imperatrizense de Letras e membro correspondente da APL, ocorrido às 3 horas da madrugada desta sexta-feira (3), vítima de AVC, no Hospital da Unimed, em Imperatriz (MA).

Em respeito ao membro correspondente da APL, esta instituição decreta luto oficial de três dias em suas atividades.

Neste momento de dor pela perda irreparável, a Academia Parauapebense de Letras lamenta profundamente a morte do escritor e se solidariza com familiares, colegas e amigos de Adalberto Franklin.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Trinta mil beneficiários do INSS terão de refazer perícia no Pará

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) irá convocar beneficiários para refazer perícias de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez. No total, serão chamados 530 mil beneficiários com auxílio-doença e 1,2 milhão de aposentados por invalidez com menos de 60 anos de idade que estão há mais de dois anos sem perícia.
No Pará, serão 30 mil convocados, sendo 15 mil pela aposentadoria e 15 mil que recebem o auxílio-doença. 
A convocação será feita por meio de carta com aviso de recebimento. Após o comunicado, o segurado terá cinco dias úteis para agendar a perícia pelo número 135. Segundo o instituto, o pente-fino dos benefícios já proporcionou uma economia de R$ 715 milhões ao Fundo da Previdência. Os recursos são referentes ao cancelamento de mais de 43 mil benefícios de auxílio-doença, autorizados pelas Medidas Provisórias 739, de julho de 2016, e 767, de janeiro de 2017. Ao todo, já foram revisados 37 mil benefícios de 108 mil pessoas convocadas por meio de carta.
Gestão
Na avaliação do secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), Alberto Beltrame, o resultado da revisão mostra o comprometimento do governo federal em melhorar a gestão e governança dos recursos públicos. “Nosso objetivo é apenas direcionar os benefícios a quem realmente precisa”, explica.
Do total de benefícios revisados, 11.502 foram cessados por não comparecimento; 28.872 foram cancelados na realização da perícia; 2.636 tiveram data remarcada para cessação; 547 benefícios foram convertidos em auxílios-acidente; 1.695 foram encaminhados para reabilitação e 3.383 transformados em aposentadoria por invalidez.
O Programa de Revisão dos Benefícios por Incapacidade reúne os segurados que estão há mais de dois anos sem fazer perícia médica. O beneficiário que não atender à convocação ou não comparecer na data agendada terá o benefício suspenso. Para reativar o auxílio, ele deverá procurar o INSS e agendar a perícia. Na data marcada para a realização da avaliação, o segurado deve levar documento de identificação com foto e toda a documentação médica disponível, como atestados, laudos, receitas e exames. (Fonte: Diário do Pará)

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Alunos do terceiro ano do ensino médio serão avaliados em 2017

O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb) passará a avaliar, em 2017, todas as escolas brasileiras que ofereçam terceiro ano do ensino médio e que cumpram determinados critérios. Até a última edição do Saeb, a etapa final do ensino médio era avaliada por amostragem, permitindo a produção de resultados agregados por estado, região e Brasil.
Com a mudança, não só as escolas públicas do ensino fundamental, mas também as de ensino médio, públicas e privadas, terão resultados individuais no Saeb e, consequentemente, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Com a ampliação, é prevista a participação de mais de 7,5 milhões de estudantes no Saeb, a maior edição da história do sistema. Desses, 2,4 milhões são alunos do terceiro ano do ensino médio público e privado. Os demais 5,1 milhões são alunos do quinto e nono anos do ensino fundamental público.
Em 2017, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) aplicará duas das três avaliações do Saeb: a Avaliação Nacional da Educação Básica (Aneb) e a Avaliação Nacional do Rendimento Escolar (Anresc). Mais conhecida como Prova Brasil, é esta última que fornece parte dos dados para cálculo do Ideb, que considera ainda dados do Censo Escolar. As avaliações serão aplicadas no segundo semestre. (Fonte: Portal MEC)

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Ex-senador do Pará é investigado pela Operação Lava Jato

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira (16) a Operação Leviatã, que tem como objetivo o cumprimento de seis mandados de busca e apreensão expedidos pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), referentes a inquérito instaurado decorrentes de provas obtidas pela Operação Lava Jato.  
As investigações apuram o pagamento de propina a dois partidos políticos, no percentual de 1% sobre as obras civis da Hidrelétrica de Belo Monte, por parte das empresas integrantes do consórcio construtor. 
Um dos principais alvos de investigação da operação é o ex-senador Luiz Otávio Campos (PMDB-PA). Na casa do político foram apreendidos documentos, mídias diversas como CDs e DVDs, além de um computador, todos para procedimento investigatório.
O senador Jader Barbalho (PMDB-PA), em junho de 2016, entrou na lista dos investigados da mesma operação por conta de inquérito aberto pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar desvios e propinas na obra de Belo Monte. Renan Calheiros (PMDB-AL), Romero Jucá (PMDB-RR) e Valdir Raupp (PMDB-RO) também entraram na lista dos senadores investigados. 
Em entrevista dada ao site O Antagonista, Jader Barbalho afirma que desconhece as razões que levaram aos mandados expedidos pelo STF de busca e apreensão do ex-senador Luiz Otávio.
"Não tenho nada a acrescentar, porque desconheço isso por completo. Não tenho a menor ideia do que seja isso. Não posso te ajudar com nenhuma declaração. Tomei conhecimento que teria tido busca e apreensão, mas desconheço as razões", enfatiza Jader Barbalho.
Ao ser questionado sobre ter o nome citado em 2016 nas investigações  e sobre propinas recebidas na obra, Jader nega veementemente as acusações. "Claro que não. Eu nunca recebi p* nenhuma, essa é a expressão.  Se o papa Francisco estivesse atuando por aqui, era possível que aparecesse algum filho da p* pra citar o nome dele. Eu nunca recebi absolutamente nada, zero", conclui.
As buscas e apreensões estão sendo feitas pela PF nas residências e escritórios dos envolvidos, em Belém, Rio de Janeiro e Distrito Federal. 
De acordo com o grau das suas participações e envolvimento, os investigados poderão responder pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. 
As informações mais detalhadas ainda estão sob segredo de justiça. (Fonte: ORM News)